O Boqueteiro Da Rua 13 – Capítulo 2

Brincadeira na piscina

“Meu nome é Harry Styles, tenho dezoito anos e vivo de música. Faço bicos aqui e ali em barzinhos. Me mudei para a escola desse bairro devido a demolição da antiga. Tive que escolher entre essa ou nenhuma. Meu pai tá pouco se fodendo pra minha educação, mas eu dou um jeito.”

Harry ia me contando sobre sua vida enquanto a gente caminhava até a parte da piscina da escola. Ele não acreditou quando eu falei então fui provar.

— Coincidência ou não.  Eu também tenho ligação com a música. Meus pais eram músicos. Directionless Couple, já ouviu falar? Eles ganharam a décima edição do The Voice.

Harry passa as mãos pelo cabelo e meu corpo fica ereto.

— Sim! Eles eram perfeitos, serviu de inspiração para muita gente como eu. Sinto muito pelo o que aconteceu com eles cinco anos atrás. Triste fim para pessoas talentosas. Mas enfim… você também é conhecido pela sua música?

— Na verdade eu sou conhecido como o boqueteiro da rua treze.

— Não brinca! — diz Harry rindo.

Chegamos até a parte da natação. Sorrio triunfante em mostrar que a escola realmente tinha uma piscina.

— Aí está a piscina senhor Styles e como pode ver… Eu  nunca brinco em serviço.

— A história do boquete é real? — diz ele com vergonha. — Só curiosidade mesmo.

— Mas real que esse seu cabelo de filme de Hollywood.

Nos sentamos na beira da piscina, tiramos o sapato e ficamos com os pés mergulhados.

— Você quer tocar nele?

— No seu pau?

— No meu cabelo!

Ele sorrir para mim.

Me aproximo de Harry e passo meus dedos no cabelo dele. Liam estava certo, o cabelo dele era muito macio. Me aproximo ainda mais forçando um beijo e pegando no pau dele.

Harry me afasta.

— Opa — diz ele — Não é bem assim não!

Abaixo a cabeça envergonhado.

Harry suspende meu queixo e me encara bem nos olhos. E então sorrir.

—É que eu não costumo ser tão rápido assim para ficar com as pessoas. — diz ele. — Prefiro um encontro antes.

Então ele tem interesse?

— A gente poderia ficar? É isso o que nós jovens fazemos né? Sem compromisso nenhum.

— A gente pode tentar?

Puxo ele para dentro da piscina.  Ele joga água na minha cara repudiando a atitude já que só temos aquela roupa disponível.

Mas o sorriso permanecia. Ele me impressa contra a lateral da piscina e nossos lábios se encaixam.

O esquema de bom moço do Harry cai por terra quando o tesão sobe a cabeça dele. O beijo dele era tão gostoso e ardente… Harry me dominava dentro daquela piscina. Ele estava deixando sua marca em mim.

— Quanto tempo até descobrirem a gente? — Pergunta ele.

— Dez minutos.

— É tempo suficiente. — diz Harry entre meus lábios.

♡…♡


Foi a melhor ficada da minha vida. Harry me prometeu um encontro na casa dele e não se isso significava segundas intenções.

Nos pegaram no flagra sete minutos depois da pegação. Harry levou advertência e eu para variar, suspensão de três dias.

Agora eu estava indo pra casa,  subindo a rua doze e chegando na minha rua. O portão do abrigo estampava um gigante número treze.

Pesco o canivete do bolso. Todos os garotos dali me respeitavam, mas sempre chegavam novatos revoltados com a vida e eles tendiam a ser um pouco violentos.

— Não tem vergonha na cara Louis? Envergonhando o nome da nossa família fazendo sua indecências por aí?!

Ah não. O insuportável do meu tio Silas me atormentando de novo.

— Não perca seu tempo dialogando comigo seu filho da puta!

— Você não me respeita mesmo! Maldito dia em que seus pais morreram e deixaram você para eu cuidar!

Avanço pra cima dele com o canivete, mas uma não me segura. Liam.

— Não vale a pena amigo.

E realmente não valia.  Liam e eu subimos para o nosso quarto. Enquanto Silas praguejava.

— Que chupão é esse no seu pescoço? — questiona Liam.

Conto para ele tudo o que aconteceu com o Harry e frisando a parte do quanto o seu cabelo era macio.

— Nunca te vi assim por um boy. — diz Liam. — Gamou assim tão rápido?

— Não sei amigo. Não sei…

Querido diário ninfomaníaco,

O começo de um sonho. Hoje Harry e eu ficamos. Nunca senti tanto tesão na minha vida. Quando ele me tocou um fogo gigantesco subiu pelomeu corpo. O pau dele duromarcando a calça…

Harry marcou um encontro na casa dele e estou muito ansioso. Quero chupar tanto a piroca dele. Quero ele tocando violão pelado para mim. Quero ele só pra mim.

Estou destinado a satisfazer os prazeres desse homem.

Com amor, Louis

Autor: @romanceirogay