Paixão por Galabra – Capítulo 6

Capítulo 6 – ressaca pois festa

                   P.O.V Breno 

Acordei com uma puta de uma dor de cabeca, senti meu corpo pesado na cama e minhas pálpebras ainda mais,  me esforçar bastante pra abrir meus olhos e logo depois de me  acostumar com a claridade que vinha em direção ao meu rosto. Depois de algum tempo me acostumei com a luz e percebi que eu na estava no meu quarto é estava apenas de cueca coberto apenas por um coberto de hora de aventura. Comecei a me desesperar e tentar lembrar da noite anterior, foi quase que inútil tudo que lembrava eram pequenos flashes do que aconteceu e nada depois da foto com o Luba. Estava no meio da minha crise existencial e desespero por não lembrar de nada, quando fui recebido com o Charles só de bermuda deixando de fora um corpinho malhado que as roupas tratavam de esconder quando eu o via, ele estava com uma bandeija com uma xícara do que parecia ser cafe, um comprimido provavelmente pra dor de cabeca é algumas biscoito recheadas é algo que parecia ser uma torta. 

– Olha cuidado que desse jeito eu me apaixono em,  disse com voz de sono e uma dor de cabeça infernal.

– Essa e a intenção hehe, ele disse se aproximando. – Mas então cara você lembra de alguma coisa de ontem algo que você fez ?  Ele diz se sentando na cama e colocando a bandeja no meu colo. 

– Nnão porque eu fiz algo de mas ? Perguntei me lembrando que estava semi nu é por sentir um cansaço acima do normal. E uma pequena dor nas partes intimas. 

– A gente transou, tipo a noite inteira mano você subia em cima de mim me beijo e acabou que a gente transou tipo muito. Ele diz meio recioso mas olhando pra mim. Quando ouvi aquilo, gelei automáticamente, todos os pelos do meu corpo se arrepiaram quase que instaneamente e fiquei sem reação olhando pra cara dele. 

– Sério você tinha que ver as sua cara haha, ele disse  caindo na risada. – Calma a gente não fez nada demais você não estava nem conseguindo ficar de pé muito menos fazer sexo, você apagou no caro apoiado em mim enquanto íamos embora como não quiria te acordar pra perguntar onde você mora te trouxe pra cá. Quando estávamos subindo você até tento me beijar mas preferi não me aproveitar da situação, quando chegamos aqui em casa  você decidiu que conseguia andar sozinho então começou a se arrastar em direção ao meu quarto só que no meu do caminho você conseguiu a proesa de bater com as suas partes na quina da minha mesa de jantar aí além de reclamar de dor vomitou tudo em cima da mesa e da sua própria roupa. Te ajudei a ir até o banheiro e te dei um banho pra limpar e tirar um pouco do álcool de você, não se preoucupa você tava de cueca, aí deixei você na minha cama arrumei o resto da casa e dormi no sofa. Explicou enquanto se recompunha. 

– Ahhn tendi que bom então se não eu ia de denunciar por abuso de incapaz. Disse brincando enquanto comia alguns dos biscoitos  e tomava o remedio. 

– Nossa eu cuido de você trago café é assim que você me agradece que ingrato você é Breno. Disse ele bufando e fingindo estar bravo, continuamos conversando enquanto eu terminava de comer depois disso ele me emprestou uma camiseta do BMO que ele tinha e uma samba canção pra não ter que ficar mais com aquela cueca molhada além de um shorts preto que era um pouco apartardo mas não tinha problemas. Estava disposto a ir pra minha casa e parar de incomodar o charles mas ele insistiu que não estava incomodando e me convenceu a ficar pra almoçar e depois eu podia ir. Depois de um tempo jogado no sofá do Charles assistindo Netflix já conseguia sentir o cheiro da lasanha ficando pronto se expalhando pelo apartamento. Agora olhando mais de perto a casa dele era bem minimalista toda branca com alguns detalhes pretos e referências aos personagens que ele dublou aqui e ali com uma varinha de Harry Potter ou um cachorro verde pra representar o mutano. 

– Está cheirando muito bem Charles mds não sabia que manda bem assim na cozinha. 

– Eu mando bem fazendo diversas coisas, coisas que você nem imagina. Disse ele enquato preparava a mesa pra nós almoçarmos. Fingi que a conotação sexual da frase  fazia parte da minha imaginação fertil, me levantei e fui a até o banheiro pra lavar as mãos pra almoçar. Peguei meu prato de comida e me sentei na sala junto dele, ele decidiu que tínhamos que ver Elite pois era uma série que estava muito animado pra ver sobre um assassinato entre adolescentes no final do ano letivo e ninguém sabe quem é o real assassino pois todos tinham motivos pra matar a vítima. Decidi esperar terminar a série já que não tinha nada pra fazer em casa além de jogar vídeo game ou dormir. Quando terminamos já era noite e estávamos um pouco desapontados e animados pra próxima temporada.

– Eu ti desse que era ele o assassino você não quis acreditar. Disse ele se levantando e se esticando pra estralar as costas. 

– Mas vai me dizer que esperava que acontecesse o que aconteceu no final, disse me virando pra ele. – eu acertei a teoria completa só errei o assasino. Disse me levantando e acompanhando ele até a cozinha. 

– Isso e verdade, mas eu tô muito animado pra próxima temporada a gente vai assitir junto denovo quando sair viu, se assistir sem mim eu te mato. Ele disse enquanto pegava uma garrafa de água na geladeira. 

– tabom você me convenceu não vou assitir sem você não, mas agora eu tenho que ir ainda tenho que arrumar meu material de amanhã pra faculdade adiantar alguns trabalhos e pensar na minha tese de final de trimestre. Disse olhando pra ele e me debruçando nu balcão que devidia a cozinha a sala de jantar que levava até a sala. 

– Tabom eu te acompanhou te a porta como um bom cavalheiro, é pode deixar suas roupas aí pra eu lavar aí vai ser mais um motivo pra você voltar aqui pra casa. Ele me acompanhou ate a porta é quando estava saindo me deu um abraço rápido e apertado alem de  me entregrar a chave do meu carro dizendo que estava na garagem é eu não teria problemas pra sair, quando mi virei pra ir embora ele me chamou novamente. 

– Breno, mi virei e foi surpreendido por um selinho que Charles me deu antes de fechar a porta e me deixar se nenhuma chance de dar alguma resposta resposta, não que eu fosse reclamar longe disso. Eu também  não tinha  esquecido o Lucas na verdade eu estava longe disso mas por enquanto vou deixar esse sentimento de lado e focar em outras coisas pra ver no que dá já que ele está namorando e parece muito feliz nos atual relacionamento. 

Escrita por: Yuri_16martins